quinta-feira, 25 de outubro de 2007

do Latim vitiu



do Latim vitiu
s.m.,(...) acção indecorosa que se pratica por hábito;(...) dolo(!)

Compulsivo, descontrolado, sem consciência ou necessidade. Instinto natural, o desejo de possuir, procurar sentidos. Expressões físicas do Eu.


Reflexos de personalidade. Busca eterna de estímulos externos.
O prazer é tão fugidio quanto o desejo primário.

Extenuante!

Sentir falta de tudo e ao tê-lo, sentir que ainda não era o tudo, e recomeça a busca, mais intensa, mais vincada.

O falso prazer, os falsos sentidos das verdadeiras emoções mascaradas de exacerbadas intenções.

Conforto magoado por (de)feito próprio.

Filipa Rodrigues

3 comentários:

outropalco disse...

Olá, Filipa.
Sou o colega, o Paulo. Já tive a oportunidade de to dizer pessoalmente e reforço agora: acho fantástica a forma como vês o vício. Há um "abandono"impressionante neste trabalho e essa voracidade do vício. Parabéns
Paulo MArtins

outropalco disse...

Olá, Filipa.
Sou o colega, o Paulo. Já tive a oportunidade de to dizer pessoalmente e reforço agora: acho fantástica a forma como vês o vício. Há um "abandono"impressionante neste trabalho e essa voracidade do vício. Parabéns
Paulo MArtins

A.Padilha disse...

imagens fantásticas. mas o que fazer este mundo em que o importante é o "ter" e em que o "ser" se apaga num fade out para que ninguem resista. o Adriano escreveu que "há sempre alguém que resiste" eu tenho fé. Mt bom o teu trabalho Filipa.